Ebook SOP Baixe agora o e-book sobre Síndrome dos Ovários Policísticos e entenda tudo sobre essa doença! Clique Aqui!
Ficou com alguma dúvida? Agende sua consulta agora! Clique Aqui!

Videohisteroscopia Ginecológica



"Podendo ser realizado no consultório, a videohisteroscopia permite, sem qualquer tipo de incisão, o exame do endométrio e interior do útero. Usando o mesmo tipo de microcâmera da videolaparoscopia, é possível ao médico diagnosticar na cavidade uterina a existência de alterações como miomas, pólipos, aderências, malformações e […]"

por Dr. Augusto Bussab

Podendo ser realizado no consultório, a videohisteroscopia permite, sem qualquer tipo de incisão, o exame do endométrio e interior do útero. Usando o mesmo tipo de microcâmera da videolaparoscopia, é possível ao médico diagnosticar na cavidade uterina a existência de alterações como miomas, pólipos, aderências, malformações e aderências, corrigindo-as se possível e quando necessário, pela mesma via cirúrgica.

O muco cervical é extremamente importante no processo de fertilização, pois é nele que o espermatozóide faz seu caminho em direção ao óvulo a ser fecundado. Alterações no colo uterino são responsáveis por 15 a 50% das causas de esterilidade. A análise desse fator é feita através da avaliação do muco cervical, da videohisteroscopia.

Já as Aderências são identificadas pela presença de obstáculos na captação dos óvulos pelas trompas. Geralmente, é proveniente de infecções pélvicas, endometriose ou cirurgias nesta região. O diagnóstico inicial é sugerido pela histerossalpingografia, mas a confirmação é feita através da videolaparoscopia, o único exame que permite o diagnóstico definitivo e o tratamento cirúrgico.

Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Próxima leitura
Infertilidade feminina: a cólica menstrual pode ser sintoma de infertilidade?

Grande parte das mulheres sofre com cólicas menstruais, seja de alta ou baixa intensidade. Apesar de ser um desconforto normal, em algumas situações essas dores podem ser sintomas de algo mais grave. Dores intensas e incapacitantes podem indicar problemas que causam infertilidade, como a endometriose. […]

Ler mais...