Carregando

Ebook SOP Baixe agora o e-book sobre Síndrome dos Ovários Policísticos e entenda tudo sobre essa doença! Clique Aqui!
Ficou com alguma dúvida? Agende sua consulta agora! Clique Aqui!

4 tipos de tratamentos para gravidez que você precisa conhecer



"Os tratamentos para gravidez são indicados para casais que desejam ter filhos, mas não conseguem […]"

por Dr. Augusto Bussab

4 tipos de tratamentos para gravidez que você precisa conhecer

Os tratamentos para gravidez são indicados para casais que desejam ter filhos, mas não conseguem conceber de forma natural. Para corrigir o problema, é preciso investigar sua origem e avaliar as soluções clínicas disponíveis.

Quando a situação não é bem analisada, o tratamento indicado pode não ser o ideal, gerando frustrações para o casal e colocando a credibilidade dos tratamentos em xeque. Dessa forma, é importante entender os fundamentos de cada tipo de procedimento.

No post de hoje, mostraremos quais são os principais tratamentos para gravidez. Continue a leitura e entenda!

1. Inseminação artificial

A técnica de inseminação artificial consiste na introdução dos espermatozoides no útero da mulher por métodos não sexuais. A inserção das células masculinas ocorre de forma controlada para facilitar o processo da fecundação.

Esse tipo de procedimento é recomendado para homens que apresentam espermatozoides com pouca motilidade ou em número insuficiente para chegar ao óvulo — problema detectado em espermograma.

Ao identificar o período fértil da mulher, o médico introduz diretamente no útero (via cânula de inseminação) os espermatozoides para que seja mais fácil a fecundação, dando início à transformação celular que formará o embrião.

2. Indução da ovulação

A ovulação é a liberação do óvulo do folículo ovariano, ou seja, é o momento em que essa célula está na posição ideal para que ocorra o encontro com o espermatozoide. Em outras palavras, pode-se dizer que é o momento que o óvulo está “esperando” esse encontro.

Todavia, em algumas mulheres, esse processo não acontece, e existem diversas condições clínicas que causam a infertilidade feminina. Nessas situações, é preciso estimular a liberação dessa célula.

A indução da ovulação consiste na administração de medicamentos que estimulam a liberação do óvulo. Esses medicamentos são basicamente hormônios, que podem provocar reações adversas sistêmicas. Por isso, é fundamental consultar um especialista em reprodução humana.

3. Doação de óvulos

A doação de gametas é um dos tratamentos para gravidez que possui indicações clínicas tais como menopausa, retirada de ovários, doenças genéticas, casos de câncer, entre outras. Nessa situação, a mulher não consegue produzir óvulos de boa qualidade.

Sendo assim, é possível contar com a doação de óvulos de outras mulheres. Esse procedimento deve seguir as regras estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) — o nome da doadora não pode ser revelado e a seleção é feita pela clínica.

Após a doação de óvulos, feita por uma mulher que também esteja em técnica de reprodução assistida, ocorrerá a fertilização com o espermatozoide do parceiro — e o embrião formado será transferido para o útero da receptora para que seu desenvolvimento continue.

4. Fertilização in vitro (FIV)

A fertilização in vitro (FIV) é um procedimento indicado para diversas condições de infertilidade. O processo se inicia com a estimulação ovariana por meio de medicamentos hormonais para que, em seguida, os óvulos sejam captados via punção guiada por ultrassom.

Posteriormente, esses óvulos são fertilizados por espermatozoides em ambiente laboratorial e, depois de alguns dias — para assegurar a eficiência do processo —, os embriões são implantados no útero da mulher.

A fertilização in vitro é considerada o método mais complexo entre as técnicas de reprodução assistida. O seu índice de sucesso também é o maior, se comparado às demais técnicas citadas. No entanto, ele pode ocasionar gestações múltiplas ou ectópicas.

As opções de tratamentos para gravidez são diversas e vieram para realizar o sonho dos casais que desejam ter filhos e não conseguem de forma natural. Elas devem ser consideradas conforme a condição física e financeira do casal, após avaliação do especialista em reprodução humana.

Se esse é o seu sonho, entre em contato conosco e esclareça as suas dúvidas: estamos preparados para encontrar a melhor solução para o seu caso!


Deixe o seu comentário
Próxima leitura
Hérnia nos testículos pode causar infertilidade?

Fertilidade é sempre uma questão que traz dúvidas a homens e mulheres. Uma delas é […]

Ler mais...