Super-ICSI (IMSI)

Em 2009 surgiu um novo método de observação da morfologia espermática, conhecida como Motile Sperm Organelle Morphology Examination (MSOME), essa técnica permite uma análise mais detalhada de estruturas que ficam no interior do espermatozóide, como por exemplo a cabeça, porção intermediária e cauda.

Do MSOME surgiu o IMSI, Intracytoplasmic Morphologically Selected Sperm Injection, conhecida também como Super-ICSI. Esta técnica é uma variante da própria ICSI clássica, tendo como diferencial a capacidade de aumento de até 6.000 vezes o tamanho real de um espermatozóide, permitindo assim uma avaliação da em tempo real, com o espermatozóide móvel, podendo selecionar a melhor amostra para injetar no óvulo.