Ebook SOP Baixe agora o e-book sobre Síndrome dos Ovários Policísticos e entenda tudo sobre essa doença! Clique Aqui!
Ficou com alguma dúvida? Agende sua consulta agora! Clique Aqui!

O que é histerossalpingografia?



"Saiba o que é histerossalpingografia e para que serve esse exame"

por admin

O que é histerossalpingografia?

Tanto homens como mulheres podem ser inférteis. Quando a infertilidade feminina é diagnosticada, técnicas de reprodução assistida podem ser indicadas para que o casal ou a mulher possa ter um filho, mas antes é necessária a realização de exames com a finalidade de investigar o que está causando a infertilidade, sendo um deles a histerossalpingografia, que avalia as condições do útero e das tubas uterinas, também chamadas trompas de Falópio.

Outros exames são a ultrassonografia transvaginal, testes hormonais e avaliação da reserva ovariana.

Neste texto falarei sobre esse importante exame, capaz de basear a conduta médica para o tratamento da infertilidade.

O que é histerossalpingografia?

A histerossalpingografia é um exame de raio-X ginecológico com aplicação de contraste, visando facilitar a observação de possíveis alterações anatômicas e funcionais em órgãos reprodutivos femininos, como tubas uterinas e útero.

Esse exame é capaz de identificar uma série de problemas de ordem ginecológica, uma vez que permite a visualização desses órgãos, principalmente de sua morfologia.

Quais são as indicações?

A histerossalpingografia faz parte da investigação básica da infertilidade feminina. Como é capaz de visualizar todo o sistema reprodutivo da mulher, é de grande importância na hora de identificar alguma anomalia anatômica que esteja provocando dificuldade de engravidar ou manter a gravidez.

Como o exame é feito?

 

Para realização da histerossalpingografia, a paciente deve se deitar em posição ginecológica. Em seguida, um espéculo é inserido pelo canal vaginal com o intuito de promover maior dilatação da cavidade para facilitar a introdução de pequeno cateter.

Em seguida, um fino e flexível cateter é inserido até o colo do útero. Através dele, é injetada uma quantidade mínima de contraste com iodo. Esse líquido tem como finalidade preencher os órgãos do sistema reprodutor feminino, possibilitando a visualização por radiografias em diferentes ângulos da cavidade uterina e tubas, uma vez que os raios emitidos não atravessam o contraste, revelando a morfologia dos órgãos.

O procedimento leva em média entre 20 e 30 minutos para ser realizado. Durante sua realização, é normal que o responsável solicite à paciente que ela mude de posição para avaliar todas as regiões.

Ao término do procedimento, o cateter é removido e a paciente recebe alta, sendo capaz de voltar à sua rotina diária.

A histerossalpingografia, em mulheres em período fértil, deve ser realizada entre o 6º e o 12º dia do ciclo menstrual, para evitar interferências na visualização.

O que esse exame pode diagnosticar?

A histerossalpingografia é indicada para investigar causas da infertilidade feminina. Dessa forma, o exame pode diagnosticar distúrbios que possam provocar a infertilidade.

Os principais diagnósticos que podem ser baseados nos resultados desse exame são:

  • Malformação uterina;
  • Miomas;
  • Adenomiose;
  • Pólipos;
  • Sinequias uterinas;
  • Hidrossalpinge;
  • Obstrução das tubas;
  • Espasmos tubários.

Qual a importância da histerossalpingografia no contexto das técnicas de reprodução assistida?

A histerossalpingografia tem grande importância no contexto das técnicas de reprodução assistida por permitir ao médico uma ampla observação do sistema reprodutivo feminino.

Com a realização desse exame, se o problema tiver natureza morfológica, ele poderá ser diagnosticado.

A indicação da melhor técnica de reprodução assistida depende dos resultados do exame e de outras condições, como a idade da mulher. Se for acima de 35 anos, a indicação é de FIV. Outras técnicas que podem ser indicadas são a inseminação artificial e a relação sexual programada. Dependendo do caso, também pode ser indicada a doação de óvulos.

Se você quer ter mais informações sobre o exame de histerossalpingografia, recomendo que leia um outro artigo falando sobre a técnica. Para isso, basta clicar aqui.

 


Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
Próxima leitura
Como calcular o período fértil?

Saiba como calcular o período fértil de maneira adequada

Ler mais...