Carregando

Ebook SOP Baixe agora o e-book sobre Síndrome dos Ovários Policísticos e entenda tudo sobre essa doença! Clique Aqui!
Ficou com alguma dúvida? Agende sua consulta agora! Clique Aqui!

Entenda a influência dos androgênios na FIV



"As técnicas de reprodução assistida vêm evoluindo ao longo dos anos e têm permitido cada vez mais que […]"

por Dr. Augusto Bussab

Entenda a influência dos androgênios na FIV

As técnicas de reprodução assistida vêm evoluindo ao longo dos anos e têm permitido cada vez mais que casais, mesmo com problemas de fertilidade, possam engravidar. Dentre essas técnicas podemos destacar a fertilização in vitro (FIV), que tem as maiores taxas de sucesso, como uma das mais indicadas para casais com diferentes dificuldades.

A taxa de sucesso é influenciada por diversos fatores endógenos e exógenos, que precisam ser acompanhados pelo médico especialista do casal que utiliza a técnica.

No texto de hoje falaremos sobre os androgênios e sua influência na FIV. Acompanhe!

O que são os androgênios?

Os androgênios, ou hormônicos andrógenos, são todos os hormônios sexuais que dão origem às características próprias do sexo masculino. A palavra andrógeno é formada pela junção de “andro”, que significa homem ou masculino, e “gen”, sufixo que exprime a ideia de gerar.

Eles também são as moléculas precursoras dos hormônios estrogênios, que dão as características próprias do sexo feminino. Dessa forma, os androgênios estão presentes tanto nos homens como nas mulheres, em níveis diferentes e com funções distintas. Eles são produzidos pelas glândulas adrenais, pelos testículos e pelos ovários.

Em geral, pode-se dizer que eles são responsáveis pelas características sexuais após a puberdade e pela maturação dos órgãos sexuais.

Os principais androgênios são:

  • testosterona: principal hormônio sexual masculino, responsável pelo desenvolvimento dos tecidos reprodutores masculinos e promoção das características sexuais secundárias;
  • dehidroepiandrosterona (DHEA): hormônio produzido a partir do colesterol e precursor primário dos estrógenos naturais;
  • dihidrotestosterona (DHT): metabólito da testosterona responsável pela diferenciação dos genitais masculinos durante a embriogênese.

Qual é a influência dos androgênios no sucesso da FIV?

Por serem hormônios sexuais precursores dos hormônios estrogênios, os androgênios têm relação com a taxa de sucesso da FIV.

Androgênios e resposta ovariana

De forma geral, pode-se afirmar que os androgênios têm influência positiva na resposta ovariana de mulheres más respondedoras submetidas às técnicas de reprodução assistida, isto é, que não obtiveram sucesso inicialmente após tratamento de reprodução humana.

Os androgênios têm o potencial de melhorar a resposta ovariana porque promovem o crescimento dos folículos e impedem a atresia folicular, de forma a ajudar no estabelecimento da foliculogênese (geração dos folículos) normal e da fertilidade. Sua atuação proporciona:

  • aumento no número de receptores do hormônio folículo-estimulante (FSH) na superfície dos ovários;
  • melhora da qualidade do oócito e do embrião (o oócito é o óvulo imaturo e o embrião é o estágio inicial de desenvolvimento de um organismo).

Dessa forma, os ovários respondem melhor, liberam óvulos com maior facilidade e, posteriormente, são formados embriões em laboratório com maior qualidade e com maior chance de sucesso da gravidez.

Uso dos androgênios na reprodução assistida

Estudos têm sido desenvolvidos com o objetivo de compreender melhor essa influência para que ela possa auxiliar em tratamentos de FIV.

Atualmente, algumas técnicas com androgênios já são utilizadas, principalmente para as mulheres consideradas más respondedoras mesmo após o uso de doses máximas de medicações indutoras da ovulação. As principais são:

  • suplementação com DHEA durante o tratamento da FIV;
  • uso de testosterona transdérmica antes do estímulo ovariano (gel de testosterona ou adesivo de testosterona).

Assim como os estrogênios, os androgênios influenciam no sucesso da FIV e devem ser acompanhados por meio de exames laboratoriais e, quando necessário, podem ser utilizados em técnicas para melhorar a resposta ovariana.

Para saber mais sobre os fatores que influenciam no sucesso da FIV, continue sua visita no site e leia nosso artigo sobre o tema.


Deixe o seu comentário
Próxima leitura
Hérnia nos testículos pode causar infertilidade?

Fertilidade é sempre uma questão que traz dúvidas a homens e mulheres. Uma delas é […]

Ler mais...